sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Conhecendo a Galera do Carveboard Juiz de Fora

Imagine um cara inquieto, quase hiperativo. Agora imagine toda essa hiperatividade canalizada em esportes pra lá de radicais. Um cara que já foi até campeão brasileiro de Mountain Bike Downhill, já praticou artes marciais, é surfista e agora mostra toda sua habilidade se jogando ladeira abaixo com seu carveboard. Esse é o China, um cara multifacetado que da frieza oriental só traz os olhos pequenos e a capacidade de liderar. Capacidade essa facilmente percebida quando contamos seus seguidores no Carve. Uma legião de devotos que aumenta a cada dia. Um rebanho de amigos que ele tem prazer em guiar. E o melhor: faz questão de tê-los sempre por perto. Designer por profissão e esportista por vocação, China se alterna entre os traços de sua Tablet e as curvas que delineia pelas ladeiras da selva de pedra.

Nome: Diogo Moreira
Apelido: China
Modelo do carve: 3’3 Cutback – Modelo Gatorade Drop Boards
Tempo no esporte: Desde fevereiro de 2008
Local ideal pra praticar: Qualquer ladeira com asfalto de boa qualidade e um boa inclinação que permita perder e ganhar velocidade com rapidez, explorando ao máximo toda a extensão da descida.
A melhor galera para um rolé: Os meus amigos e minha namorada, certamente a minha real motivação para andar. [os malucos que compraram a minha idéia de investir boa parte de seu dinheiro para comprar grandes pranchas de madeira com pneus para aproveitar o tempo de lazer e que sempre estão presentes nos rolés.
O som do carve: Sublime e 311
O espelho no esporte: Acho que todos meus amigos que andam comigo atualmente, cada um deles tem um estilo próprio e alguma lição que eu preciso aprender.
Melhor manobra: Eu gosto de descer rápido e dar slides como se fossem batidas permitindo enorme controle da velocidade sem perder o embalo da descida.
Meu estilo: Meu estilo é fluído, quando desço imagino uma onda abrindo perfeita, que começa lá no outside e vai até a areia sem perder o ritmo.
Se eu tivesse todo o tempo e dinheiro do mundo: Sem dúvida alguma viveria para os esportes extremos, seria um cara overall [carveboard, surf, motocross, mountain bike downhill, paraquedismo, escalada, ... e o que surgir de novo e tiver um pouco de adrenalina], tendo como constantes adrenalina e superação de limites. Aproveitaria a vida de forma simples com minha mulher, afastado da confusão das cidades [de preferência de frente pro mar, surfando logo cedo todos os dias]. Sem dúvida alguma eu levaria alguns bons amigos para aproveitaram a vida comigo dispostos a encarar qualquer novo desafio [sedentarismo ou falta de emoção não faz meu estilo]. Afinal para que serviria todo dinheiro e tempo do mundo sem boas companhias para aproveitar as coisas boas da vida.
Eu e o carve no futuro: Vejo minha relação com o carve muito mais íntima, vejo um projeto bacana fora do papel. Vejo o crescimento da modalidade na cidade [mais amigos juntos] e mais gente envolvida com o esporte. Espero que os empresários percebam a oportunidade de um esporte novo na cidade e deixem o "espírito empreendedor" de Juiz de Fora pra trás [já ouvi dizer que eu andaria sozinho, hoje somos 8, mas seremos mais, alguém duvida?]. Vejo também eventos periódicos acontecendo na cidade envolvendo esportes de prancha e pessoas acreditando no que eu acreditei no passado [que o carveboard poderia ser uma excelente opção de lazer]. Espero que eu consiga superar meus limites atuais do carveboard incorporando novas manobras com um estilo cada vez mais agressivo e fluído e que isso possa me ajudar a fazer dentro d’água o que sei fazer no asfalto. Espero também que algum dia eu consiga ter uma brilhante idéia que me permita ter uma vida cada vez mais envolvida com os esportes de ação e o mínimo de qualidade de vida.

Quer fazer parte da equipe andando de carve coma gente e ainda aparecer por aqui? Entre em contato com a gente.

4 comentários:

Edson Campos disse...

Nem precisa falar mais nada, esse é o cara, e graça a sua hiperatividade e seu interesse que conseguiu esse grandioso presente para Juiz de Fora, o surfe de asfalto ou carve board. Dotado de grande habilidade com o carve, desliza ladeira abaixo com manobras radicais e sempre buscando a perfeição e novos desafios, esse é o China, companheiro, empolgado, amigo pra todas as descida, definitivamente um líder nato...Valeu China!!!

vitorbarcelos disse...

Porra esse cara é foda...
Desce feito louco, cantando pneu e derrapando pra caralho.Morro de medo de ser atropelado por eele!!!hahuahuhauhuah
Mais to treinando e esse danado vai ter q correr mtu pra me pegar.
Um amigo bom ja passo mtu domingo me ouvindo resmungar na sua cabeça!!!
Obrigado por tudo cara ate domingo ai em uma nova ladeira!!!
bjo Vitão

diego disse...

irado hein china. axei um pico novo, irado, cabe o role da galera toda.

condominio spina ville, o morro e tipo o play, mas com um morro de volta para freio. hehehe

ta de parabens pelo brog
abraço

Anônimo disse...

Este é o China (para mim o pulga) meu sobrinho e mais que isso um grande amigo que reconhece o valor das coisas na sua mais pura essência. Aquele me acompanha no Surf quando vem ao Rio e aproveita comigo o dia com a maior vontade de se aperfeiçoar no esporte. Este é o cara exemplo para muitos que desejam levar uma vida saldavel e simples.ALOHA PRA VOCE CHINA!!!!!!